Lilypie 2nd Birthday Ticker

Segunda-feira, 19.05.08

Meninas que fizeram cesarianas...

Será normal que ao fim de, quase, 8 meses eu ainda sentir a pele dormenta na zona da cicatriz?? Há alturas em que parece que ainda estou anestesiada!! A vocês aconteceu-vos isso?

 


sinto-me Com dúvidas

publicado por ssbpt às 15:41 | link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito

Terça-feira, 01.04.08

Tal como prometido hoje vou contar aqui como foi o meu parto.

 

Havia três coisas que eu não queria no meu parto, a epidural, a cesariana e o uso dos forceps ou das ventosas.

Durante as 38 semanas e 2 dias que durou a minha gravidez eu não queria nem pôr nenhuma dessas hipóteses. Tive aulas de preparação para o parto, mas nas aulas onde abordámos esses assuntos, eu ingénua pensava que isso nunca me iria acontecer a mim, não havia motivo para tal, a Inês já tinha dado a volta, estava bem encaixada e, apesar de ser uma bebé grande, eu tinha uma bacia suficiente e larga para ela passar...enfim, santa ingenuidade.

Desde o inicio que eu sabia que a Inês era uma bebé grande, mas no dia 18 de Setembro, quando fui à consulta a médica mandou-me ir fazer uma eco de estimativa de peso, para saber o ponto da situação. Fiz a eco dia 21  e ia ficando azul, a Inês já estava com um peso de 3800Kg, e ainda só estava de 37 semanas (a data prevista para o parto era dia 12 de Outubro), no dia 25 voltei à consulta e a médica ao ver o peso da Inês mandou-me lá voltar no dia seguinte. Voltei, ela fez-me um primeiro toque e mandou-me ir andar a pé durante uma hora e depois voltar lá. Lá fui eu andar às voltas por Almada, coitado do meu marido resolveu acompanhar-me!! Passado uma hora voltei à clinica, a médica fez-me um CTG, já acusava algumas contracções, mas eu não as sentia, fez-me um segundo toque e mandou-me lá voltar na 2ªfeira seguinte, mas frisando que achava que o bebé ia nascer até lá.

Nos dias seguintes perdi um bocadinho de sangue, o que era normal por causa dos toques, mas não senti mais nada, nem dores, nem moinhas nem nada...

 

No Domingo, dia 30, sentia-me cansada, deixei-me ficar a dormir até mais tarde do que o habitual... quando me levantei, por volta das 11h30, fui à casa de banho, e voltei para o quarto, quando cheguei ao quarto senti as minhas pernas a ficarem encharcadas e uma poça enorme formava-se debaixo dos meus pés...

Chamei o meu marido e usei a tipica frase "Amor, rebentaram-me as águas!", ele ficou logo desnorteado, e queria ir logo a correr para o hospital. Eu é que. com muita calma lhe disse que tinhamos tempo, uma vez que o liquido amniótico não deitava cheiro e não tinha cor e além do mais eu não tinha dor nenhuma.

Fui tomar um duche, comi qualquer coisa, e continuava a deitar liquido, mais parecia uma torneira... lá fomo nós para o hospital da CUF descobertas, como era Domingo não havia transito e passados 20mn estavamos nas urgencias.

Fui de imediato acompanhada para o piso de obstetricia, onde me fizeram um toque e apareceberam-se que a Inês ainda estava muito subida, e eu tinha 2 dedos de dilatação. Fui para um quarto onde me puseram a soro e ligaram o CTG. Lá estava o coração da minha filhota a bater normalmente, no entanto o monitor das contracções era practicamente uma linha recta...

e continuou assim por mais duas horas, quando a Drª me veio fazer outro toque, eu estava com 4 dedos de dilatação, mas a Inês continuava subida e eu sem contrações...

Mais duas horas e mais oxitacina e o quadro mantinha-se 4 dedos de dilatação e sem contrações. E manteve-se assim o resto do tempo, às 20h30 a Drª veio falar comigo e disse-me que a Inês iria ter de nascer de cesariana, o meu trabalho de parto tinha parado e, como as águas já tinham rebentado há algumas horas... Comecei a chorar, eu não queria, não estava preparada para isso...Conformei-me...

Às 21h00 entrei no bloco onde estava o anestesista, era uma pessoa muito simpática e bastante acessivel, expliquei-lhe que tinha receio da epidural, mas ele disse-me que não ia nem sentir e, realmente assim foi, sempre com uma ambiente muito descontraido, onde se ouvia música clássica e se contava anedotas (nem parecia um bloco operatório) eu fui relaxando e quando dei por mim já tinha levado a epidural (nem senti).

Deitaram-me e o anestesista ficou sempre ao meu lado, quando começou a cirurgia ele agarrou a minha mão e perguntou-me se eu queria ver a minha filha a nascer, eu disse que sim e ele levantou-me a cabeça, ´foi então,  que a vi, a Inês estava ali a nascer, chorava, chorava, chorava... ela e eu!!! Eram 21h34m! O anestesista deu-me os parabéns e disse-me que ia dar a noticia ao mau marido, entretanto alguém me veio dar a minha filha para eu lhe dar um beijinho, depois levaram-na para a observarem e  vestirem-na, eu fiquei a ser cosida. Passados uns minutos, veio uma Drª ter comigo que se apresentou como pediatra, que me disse que a minha filha estava óptima, e que era linda, tinha 3975Kg e 48Cm.

No fim da cirurgia voltei a ver a minha filhota gorducha e linda, já vestida e limpinha, peguei nela dei-lhe outro beijinho, voltei a chorar, e depois a Enfª disse que tinha de a levar porque ela estava com muito frio e tinha de ir aquecer, mas para não me preocupar que o pai iria estar sempre com ela. E levaram-na.

Eu, que ainda não sentia nada da cintura para baixo, fui para o recobro. Toda eu tremia de frio, acho que nunca tinha tido tanto frio. Aos poucos fui recuperando os movimentos nas pernas. Estive no recobro, sozinha, cerca de uma hora, quando entra o meu marido com a nossa menina. Agarramo-nos um ao outro a chorar e ficámos ali, os dois babados a olhar para ela a dormir tranquilamente. Passado um bocado passámos para o quarto, ela acordou cheia de fome e, com a ajuda da enfª dei-lhe de mamar pela primeira vez... ela pegou logo bem no peito e mamou, mamou, mamou durante cerca de 20mn, e eu senti-me tão bem naquele momento. Tinha os meus tesouros comigo, a minha bebé linda e o meu marido que eu tanto amo.

 

E foi assim o meu parto, não posso dizer que foi um parto doloroso, porque ainda hoje não sei o que é uma contracção. No entanto a recuperação foi muito dificil, tive muitas dores e houve um ponto que infectou...mas tudo valeu a pena para ter a minha princesa comigo!!!

 

O dia que a minha filha nasceu foi o dia mais feliz da minha vida, e ainda hoje quando recordo esse dia me comovo e aparece sempre uma lágrima aqui no canto do olho!

 

 


sinto-me Emocionada

publicado por ssbpt às 11:11 | link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito

O dia a dia de uma familia que eu tento (só tento) que seja normal!
mais sobre mim
posts recentes

Será normal??

O MEU PARTO!

arquivos

Setembro 2010

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

tags

todas as tags

Setembro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29


links
comentários recentes
Olá, Também sai de casa no Sábado de manhã para ve...
Onde tu andas, já tenho saudades.Beijocas
dói muito, muito mesmo, sei bem, passei por isso n...
As visitas
online
Quem já viu este blog?
Estadisticas y contadores web gratis
Estadisticas Gratis
As horas
BabyBlogs

Eu vesti a camisola

selobaby2
blogs SAPO
subscrever feeds

RSSPosts

RSSComentários

RSSTag cesariana